Sete pessoas foram mortas a tiros em 24 horas entre o sábado (21) e domingo (22) na Grande João Pessoa. Dentre os mortos, estão seis homens e uma mulher - esta foi morta por uma bala perdida durante uma perseguição entre criminosos -, e, dentre as vítimas, está um adolescente. Dos crimes, quatro ocorreram em João Pessoa, e os demais em Bayeux, Cabedelo e Santa Rita.

Detalhes dos crimes

Homem é morto a tiros após sair de transporte por aplicativo

Um homem de 26 anos, identificado como Lucas Targino da Silva, foi morto no final da tarde de sábado (21) quando estava saindo de um transporte por aplicativo.

O crime ocorreu no bairro Tibiri 2, em Santa Rita, quando a vítima estava saindo de um transporte por aplicativo quando um outro veículo, com algumas pessoas, estacionou ao lado do transporte por aplicativo, os ocupantes desceram do carro e começaram a atirar. A vítima foi atingida por diversos tiros e morreu ainda no local.

O motorista por aplicativo também foi atingido e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Trauma de João Pessoa onde segue internado em estado estável. Os criminosos fugiram e ainda não foram localizados.

Perseguição entre criminosos termina com dois mortos, em João Pessoa

Duas pessoas foram mortas após uma perseguição entre criminosos na noite de sábado (21), na comunidade Asa Branca, no bairro do Róger, em João Pessoa.

De acordo com a Polícia Civil, dois homens em uma motocicleta entraram na comunidade dando tiros de arma de fogo, houve uma perseguição entre dois criminosos e um outro bandido e um dos disparos teria atingido uma mulher, que não tinha nenhum envolvimento com a cena do crime. A mulher, identificada como Wedja Cristina Feitosa de Melo, de 35 anos, foi atingida na cabeça e morreu no local.

Logo após, o criminoso que estava sendo perseguido pelos bandidos na motocicleta disparou com os bandidos e os disparos atingiram o piloto da moto na região do pulso e da cintura. O criminoso, identificado como Sandro Campos da Silva Filho, de 18 anos, foi socorrido por populares para o Hospital de Trauma de João Pessoa e, devido à gravidade dos ferimentos, morreu.

Adolescente é morto a tiros na frente de casa, em Bayeux

Um adolescente de 17 anos, identificado como Cauã Luís de Oliveira Pontes, foi morto a tiros na noite de sábado (21), no bairro do Sesi, em Bayeux. De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava na frente de casa quando foi surpreendido por alguns homens que chegaram atirando contra ele, que morreu ainda no local. Segundo a polícia, a vítima era usuária de drogas e tenha relação com o assassinato.

Homem é morto a tiros no Cristo, em João Pessoa

Na noite de sábado (21), um homem de 39 anos, identificado como Edson Fidelis da SIlva, foi morto a tiros na comunidade Bela Vista, no bairro do Cristo, em João Pessoa. A Polícia Civil investiga o caso e não tem identificação de suspeitos ou a motivação do crime.

Homem é morto na frente de casa enquanto estava com parentes, em João Pessoa

Um homem de 30 anos, identificado como José Marcos, foi morto a tiros enquanto estava na frente de casa na tarde de domingo (22), no bairro de Gramame, na zona sul de João Pessoa.

De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 14 horas, quando a vítima estava na frente de casa com alguns parentes, quando alguns indivíduos em dois veículos chegaram no local, desceram do carro e passaram a disparar contra a vítima. José Marcos até tentou fugir dos disparos, tentando entrar dentro de casa, mas, devido a gravidade dos ferimentos, morreu.

Segundo a Polícia Civil, a vítima teria chegado em João Pessoa há poucos dias para morar na capital e, de acordo com a família, a vítima já havia sido presa anos atrás por homicídio.

Homem é morto a tiros em Cabedelo

Na noite de domingo (22), um homem de 32 anos, identificado como Marcos Cardoso de Andrade, foi morto a tiros próximo de casa no bairro do Jacaré, em Cabedelo, na Grande João Pessoa.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, que trabalhava como operador de máquinas, estava próximo de casa quando foi surpreendida por alguns criminosos. Segundo investigações policiais, a vítima teria tido algum desentendimento com alguns criminosos e houve uma ordem de execução por parte dos criminosos para a matar a vítima. Marcos Cardoso morreu ainda no local.

Ainda segundo a Polícia, a vítima estava com uma arma de fogo que poderia ter sido utilizada no crime. A Polícia Civil investiga o caso.

g1 PB - Foto: Luana Silva/g1
Espalhe:

Qual seu ponto de vista acerca do tema. Poste um comentário: